Creator Economy: como fortalecer sua marca usando criadores de conteúdo

No items found.
publicado em
8/4/2023

Se voltássemos um pouco no tempo, encontraríamos um cenário em que marcas possuíam menos maneiras de divulgar seus trabalhos por aí, focando suas campanhas em veículos tradicionais como a TV, rádio e mídia impressa. Hoje, se unem a essas opções, uma enorme variedade de conteúdos para a internet.

Isso se dá devido ao crescimento exponencial da "creator economy" ou, em português, economia dos criadores. Este fenômeno transformou a maneira como as pessoas vendem, compram e se informam sobre produtos e serviços, e deu um papel importantíssimo aos influenciadores digitais dentro do ecossistema de consumo. 

Neste artigo, exploraremos o que é a creator economy, a relação entre ela e a publicidade, e como a sua marca pode se beneficiar dessa estratégia de comunicação.

O que é o creator economy?

O creator economy refere-se a um ecossistema em que os criadores de conteúdo digital podem monetizar suas habilidades e audiência. Esses criadores são indivíduos que produzem e compartilham conteúdo original em plataformas digitais, como blogs, vídeos no YouTube, podcasts e redes sociais. Eles construíram uma base de seguidores leais e engajados, que acompanham suas jornadas e consomem seu conteúdo regularmente.

Se você acha que esse é um assunto nichado, saiba que, de acordo com a CB Insights, a Creator economy movimentou 1,3 bilhões em 2021.

As marcas aproveitam o público significativo e a influência dos criadores para recomendar produtos, serviços e marcas. Os influenciadores geralmente são vistos como especialistas em seu nicho e possuem uma conexão única com seus seguidores, o que aumenta a confiança e a receptividade em relação às suas recomendações.

Creator economy ou publicidade?

A creator economy e a publicidade podem parecer conceitos distintos, mas eles estão interligados. Os influenciadores digitais se tornaram uma força poderosa na publicidade moderna, permitindo que as marcas se conectem diretamente com seu público-alvo por meio de parcerias estratégicas.

As empresas buscam influenciadores para promover seus produtos e serviços de maneira mais autêntica e orgânica.

Além de agir de forma mais atrativa para os consumidores, ao usar da figura de um influenciador, as chances de retorno aumentam, especialmente quando o público do criador de conteúdo é o mesmo que a marca procura — os influenciadores têm a capacidade de alcançar públicos altamente segmentados.

Minha marca precisa entrar na creator economy?

A resposta a essa pergunta depende do seu público-alvo e dos objetivos da sua marca. Se o seu público está ativo em plataformas digitais e consome conteúdo de influenciadores, a creator economy pode ser uma estratégia de comunicação eficaz para aumentar seu alcance e impulsionar as vendas.

Mas nem todo criador é o certo pra você. É importante selecionar perfis que estejam alinhados com os valores e a identidade da sua marca. A autenticidade é fundamental na creator economy, e comunicações forçadas ou desalinhadas podem prejudicar a reputação da sua marca.

Conte uma boa história na creator economy

Além disso, a creator economy oferece uma oportunidade de contar histórias autênticas sobre a sua marca ao envolver os criadores de conteúdo original que demonstre o valor do seu produto ou serviço. Assim, sua marca se conecta emocionalmente com seu público e constrói relacionamentos mais duradouros.

Se sua marca está buscando ampliar sua visibilidade, alcançar novos públicos e contar histórias autênticas, considerar uma estratégia de creator economy pode ser uma decisão acertada. Veja algumas boas práticas na creator economy:

  • Medindo resultados: Acompanhe métricas como o alcance, engajamento, aumento de seguidores e conversões. Isso ajudará você a avaliar o retorno sobre o investimento e ajustar sua estratégia, se necessário.
  • Acompanhe as mudanças: Assim como a internet, a creator economy está em constante evolução, com novas plataformas e formatos surgindo regularmente. Portanto, é fundamental estar atualizado às tendências e preferências do seu público-alvo.
  • Saiba o perfil do público: Existem exceções, mas o perfil de idade do seu público está diretamente ligado à eficácia do uso de uma mídia ou outra. A geração Z, por exemplo, é a mais conectada de todas e pode ser muito impactada por ações com criadores de conteúdo.

Qual é o tamanho desse potencial?

Se a sua empresa quer aproveitar todo o potencial da creator economy, o ideal é buscar por suporte profissional e personalizado que entenda o seu negócio e consiga construir uma estratégia ligada aos criadores de conteúdo mais compatíveis com a marca.

No Brasil e no mundo, as redes sociais são um verdadeiro fenômeno — e fábricas de criadores de conteúdo que, vez e outra, se destacam com um novo sucesso. Uma das redes mais populares de todas é o Instagram que, de acordo com o report da We Are Social e da Meltwater, se consolidou como a 3ª rede social mais usada no Brasil em 2023, com 113,5 milhões de usuários.

Já o YouTube, que já chegou a ser a rede social mais utilizada no Brasil, chega a 142 milhões de brasileiros ativos todos os meses, ficando em segundo lugar no ranking.

Esses dados demonstram a força dessas redes onde milhões de pessoas estão criando e assistindo conteúdos. E o melhor disso é que todas elas são interligadas e um creator mantém relação com sua base de seguidores, geralmente, por mais de uma rede — mais uma ferramenta que pode ser bem utilizada em ações de marketing com empresas.

inscreva-se na walkie talkie
se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos que vão acelerar o ganho de reputação de sua marca.
feito! você se inscreveu na walkie talkie.
ocorreu um erro, tente novamente.

comece o seu motim