10 exemplos de soft skills que podem ajudar as empresas

publicado em
10/26/2023

Após séculos de valorização de habilidades técnicas e agilidade, finalmente, o foco está passando a ser as habilidades comportamentais. Cada vez mais as empresas estão estimulando o desenvolvimento de diferentes soft skills - ou habilidades interpessoais, em português - em seus colaboradores

Essa é uma nova forma de olhar para o trabalho - que está exigindo mais coletividade e inovação. Diante disso, agora é preciso trazer mais humanidade para a jornada de trabalho. Em outras palavras, chegou a hora de desligar o piloto automático e alcançar bons resultados com um time mais engajado.

Vale ressaltar que os holofotes começaram a ser direcionados para as soft skills durante a pandemia. Isso porque a configuração do exercício profissional mudou neste período.

A habilidade em comunicação, por exemplo, se tornou um fator crucial para o trabalho remoto, já que a maioria do contato pessoal deixou de ser cara a cara e, por consequência, passou a ser mediado pela tecnologia.

Outro fator que também colaborou para o estrelato dos diferentes exemplos de soft skills é a expansão da indústria 4.0. Ou seja, neste novo formato de mercado, diversos processos estão sendo automatizados e, com isso, surge a necessidade de repensar as técnicas de produtividade e os relacionamentos no ambiente corporativo.

Neste cenário, a estimativa é de que essas habilidades que vão além do conhecimento técnico tenham um lugar de destaque ainda maior nas organizações. Segundo a Deloitte, mais de 65% dos empregos exigirão intensamente o desenvolvimento e uso de soft skills até 2030.

O que são soft skills?

As soft skills são habilidades sociais e não-técnicas que facilitam a interação entre as pessoas, descomplicando, assim, a resolução de problemas que envolvem o trabalho e a execução de tarefas.São competências intangíveis que estão diretamente ligadas ao comportamento.

As principais soft skills têm como objetivo favorecer o crescimento da produtividade e, também, o desenvolvimento pessoal dos colaboradores através da coletividade e trabalho em equipe.

Soft skills X Hard Skills

Esse talvez esse seja um dos embates mais complexos da gestão de pessoas atualmente. Por um lado, as soft skills que estimulam a produtividade através das habilidades comportamentais e de equipes mais engajadas.

Por outro lado, temos as hard skills que buscam melhorar a produtividade através de competências técnicas e teóricas.

Vale dizer que nesta disputa não existe um lado vencedor. Isso porque são habilidades complementares. Ou seja, para o sucesso de cada colaborador, ou para o sucesso do time inteiro, é necessário o desenvolvimento dos dois tipos de habilidades.

Os 10 principais exemplos de soft skills

Agora que você já sabe o que significa este conceito, o próximo passo é saber quais são as soft skills mais valorizadas do meio corporativo. Vamos lá!

1. Flexibilidade

Atualmente, saber ser flexível pode ser vantajoso tanto para os relacionamentos interpessoais, quanto para se adaptar a novos processos e demandas no trabalho. Dominar a habilidade da flexibilidade representa a disposição ao aprendizado, reinvenção e versatilidade. Além disso, essa competência ajuda a evitar possíveis conflitos e, desta forma, a estimular mais cumplicidade entre os colaboradores.

2. Comunicação assertiva

Como dito anteriormente, a habilidade da comunicação é um dos exemplos de soft skills mais necessários no ambiente profissional. Isso porque a comunicação - quando é feita de forma assertiva - facilita a compreensão das mensagens e otimiza o andamento dos processos.

Além disso, o ambiente virtual exige que a comunicação seja muito mais eficaz, visto que existem diversos fatores que podem atrapalhar o entendimento do que está sendo dito, como, por exemplo, instabilidades na rede, assincronismo e dificuldades na interpretação.

3. Liderança

Não é segredo que um bom líder é a chave para o bom direcionamento do time. Mas o que não se fala muito é que não é necessário estar num cargo de liderança para exercitar essa habilidade. Essa competência está mais relacionada à postura de liderança - que direciona o caminho e transmite segurança - do que, necessariamente, com um cargo de liderança. Ou seja, este exemplo de soft skills se associa com a capacidade de causas  impactos positivos  e de engajar os colegas e colaboradores.

Indo mais além, essa é uma estratégia que muitas empresas utilizam para se posicionar como autoridade no assunto e se assumirem como líderes no mercado.

4. Criatividade

A criatividade é uma das capacidades mais esperadas de um profissional, isso porque essa habilidade representa a originalidade, a desenvoltura para resolver problemas, a inovação e as diferentes formas de pensar.

Ser uma pessoa criativa não significa somente construir algo do zero. Essa habilidade também é conseguir estabelecer relações entre referências inesperadas e, desta forma, criar algo novo.

5. Inteligência emocional

Quando falamos de auto conhecimento, a inteligência emocional é um dos assuntos mais referenciados, no entanto, essa também é uma competência fundamental para se exercitar no ambiente de trabalho.

A habilidade da inteligência emocional corresponde ao reconhecimento de emoções e o gerenciamento delas em favor dos objetivos pessoais e profissionais de cada pessoa. Além disso, ter uma inteligência emocional bem desenvolvida é um recurso para facilitar as relações.

Vale ressaltar que a evolução da inteligência emocional ajuda nas tomadas de decisão - evitando possíveis precipitações - e, também, traz mais calma e clareza para o enfrentamento das adversidades.

6. Colaboração

Duas cabeças pensam melhor que uma, certo? Esse exemplo de soft skills segue exatamente esse princípio. A colaboração está relacionada com a eficácia do trabalho em equipe em prol de objetivos em comum.

Isso significa aumentar a dedicação ao trabalho em equipe, respeitar a contribuição de todos os colaboradores e, também, saber trocar ideias e informações. Além disso, essa é uma das principais soft skills que visam incentivar a coletividade e tirar o foco do comportamento individualista no ambiente profissional. Promovendo, assim, a troca de experiências e de diferentes pontos de vista.

7. Empatia

Outro exemplo de soft skills que se relaciona diretamente com a evolução pessoal - além da profissional - é a habilidade de empatia. Esta competência corresponde à capacidade de escutar, se conectar e entender verdadeiramente os sentimentos e vivências das outras pessoas - sem críticas e julgamentos.

No ambiente de trabalho, a habilidade de empatia é uma qualidade fundamental para o desenvolvimento de outras habilidades, como, por exemplo, a comunicação, a liderança e a colaboração.

8. Proatividade

Qual empresa não deseja que seus colaboradores tenham mais iniciativa? A proatividade é um dos exemplos de soft skills mais admirados e cobiçados no meio corporativo. Afinal, todo mundo gosta de ter os problemas resolvidos antes do previsto.

Ter iniciativa própria é uma capacidade que envolve engajamento, força de vontade, tomadas de decisões e, principalmente, colocar a mão na massa. Quem é proativo consegue colocar os planos em prática e alcançar os objetivos. Além de ser um fator essencial para o protagonismo de carreira.

9. Organização

Às vezes é impossível se achar na própria bagunça, imagina na bagunça dos outros. Quando falamos em organização no trabalho, também estamos falando sobre coletividade, isso porque a sua organização impacta diretamente no trabalho do grupo.

A organização no ambiente profissional é a capacidade de colocar atividades e espaços em ordem para conseguir executar todas as tarefas com eficiência e, desta forma, conquistar os objetivos. Essa habilidade envolve a organização da agenda, dos compromissos, dos arquivos, dos documentos, dos objetos na sala, da mesa de trabalho e tudo o que envolve o seu dia a dia.

10. Resiliência

Às vezes pode ser difícil passar por adversidades e manter a cabeça erguida, não é? A habilidade de resiliência se relaciona diretamente com isso. Essa é a capacidade de enfrentar os desafios e as dificuldades, e mesmo assim se manter de cabeça erguida e absorver os aprendizados de cada situação.Esse exemplo de soft skills corresponde a capacidade de lidar com as adversidades de uma forma mais positiva e otimista - e menos caótica e pessimista.

Soft skills: exemplos de aplicação no dia a dia

Toda empresa tem seus dias de correria, não é? Para entender como as soft skills podem ajudar no dia a dia do trabalho, imagina que horas antes de apresentar um projeto com o prazo super curto para um cliente acontece um imprevisto com o responsável pela apresentação. O que você faria?

A resposta mais usada nessas situações é “vamos ter que cancelar a apresentação, podemos marcar para outro dia?”. Mas para equipes que dominam as principais soft skills, essa situação pode tomar rumos diferentes. Veja:

  • A flexibilidade pode ajudar o time a buscar outra solução para seguir com a apresentação, mesmo que precisasse sair do combinado;
  • Em casos de tensão, como esses, é preciso saber como se comunicar para evitar ruídos. Ou seja, a comunicação assertiva ajuda a otimizar a resolução do problema;
  • Não podem faltar boas lideranças nessas situações, são elas que direcionam o time para o caminho certo;
  • Nesses momentos, a criatividade é fundamental para o desenvolvimento de alternativas boas e originais;
  • Ter inteligência emocional é fundamental para manter a calma e o foco em situações de tensão e, assim, dar continuidade aos processos mantendo a assertividade;
  • Mais pessoas pensando em soluções é melhor que apenas uma, por isso é tão importante promover a coletividade na empresa. Nesses momentos, todo mundo se ajuda para atingir o objetivo;
  • Ter empatia é essencial nesses momentos, tanto para entender os motivos do colega que deixou o time na mão, quanto para entender os colegas que estão tentando resolver o problema ao seu lado;
  • Nesses momentos, pensar, decidir e executar são atitudes que ajudam a equipe toda. Ter a percepção de como ter proatividade é essencial para resolver os problemas com praticidade;
  • Mesmo quando tudo está um caos, é preciso manter a organização para que informações e processos não se percam no meio do caminho;
  • Ser resiliente é fundamental para enfrentar adversidades, é preciso manter a calma e seguir em frente.

O que soft skills têm a ver com inovação?

Muitas das vezes que falamos de inovação, a primeira coisa que vem à mente é a inovação tecnológica. Mas propor uma nova dinâmica comportamental também pode ser uma forma de inovar na cultura organizacional da empresa.

Além disso, para empresas que querem adotar uma estratégia de comunicação mais humanizada, as soft skills são um ótimo direcionamento de como se posicionar e manter um bom relacionamento com o mercado.

Aqui na MOTIM, as soft skills já deixaram de ser uma tendência e, agora, são uma realidade. Em parceria com a Moodar - plataforma de saúde mental -, estamos promovendo uma trilha de soft skills para facilitar os desafios diários de todo #motime.

inscreva-se na walkie talkie
se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos que vão acelerar o ganho de reputação de sua marca.
feito! você se inscreveu na walkie talkie.
ocorreu um erro, tente novamente.

comece o seu motim